A PLENOS PULMÕES – 38ª Antologia da SOBRAMES/CE – 2021

A PLENOS PULMÕES”

Por Grecianny Cordeiro, Promotora de Justiça

“A Plenos Pulmões” é a 38ª Antologia da SOBRAMES – Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, Regional Ceará, cuja honra a mim foi conferida em prefaciá-la.

O primoroso livro, coordenado pelo dr. Marcelo Gurgel, com a bela capa elaborada pelo dr. Isaac Furtado, é composto de textos escritos por um brilhante rol de colaboradores, a maioria, por Asclepíades que, nos momentos em que estão longe de seus consultórios, distantes dos hospitais, nos trazem com sua literatura alegria para a alma, esperança para o coração, alento para o espírito.

Na mitologia grega, Asclépio era filho de Apolo e de Corônis, esta, fulminada por uma flecha certeira disparada pelo deus, furioso por ter sido rejeitado. Apolo salvaria o filho do ventre da mãe falecida e o entregaria para ser educado pelo centauro Quíron, que lhe ensinou a arte da cura e todos os segredos da medicina.

Assim, Asclépio se tornaria um talentoso e habilidoso mestre em curar doentes.

“Os mitos não morrem, ao contrário, se perpetuam no tempo, notadamente, por meio de suas representações simbólicas. A maior prova disso é que Asclépio, o deus/herói da arte da cura, jamais fora esquecido, e seu bastão com uma serpente enroscada é o símbolo da Medicina.

A medicina, uma das mais belas e imprescindíveis profissões, em especial, nessa época de pandemia gerada pelo Covid 19, tem se mostrado incansável na busca da cura da doença, na compreensão exata do vírus para o desenvolvimento de vacinas eficazes, de modo a permitir que possamos, o quanto antes, voltar à normalidade.

Mas a medicina, por meio de seus profissionais (…) vem contribuindo sobremaneira para a cura das dores da alma, para o enternecimento dos corações através da poesia, para o despertar da sensibilidade através da prosa, para o aprimoramento do intelecto por meio da escrita (…).

Da arte da cura à arte da poesia. De Asclépio a Apolo. Por tais caminhos iluminados passeiam os integrantes da SOBRAMES, Regional Ceará.

“A Plenos Pulmões”, embora não possa ser lida de um fôlego só, dado ao número de páginas, é um livro para ser lido como quem respira, num compasso natural e sincronizado.

Em tempos tão sombrios, em que milhares de vidas foram perdidas para uma pandemia nefasta, “A Plenos Pulmões” surge como um sopro de vida em uma época em que o ar faltou a tanta gente.

Que por meio do presente livro possamos inspirar prosa e poesia para nossas vidas, ao mesmo tempo em que possamos expirar tudo aquilo que nos faz mal.”

*Publicado In: O Estado CE, 27 de setembro 2021Opinião.

“A plenos pulmões” – O Estado CE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.